Historicamente os sistemas isolados ou “off-grid” foram os primeiros a surgir, para geração de energia em áreas remotas sem conexão à rede elétrica, como fazendas e estações remotas de telecomunicações.

Neste caso, como não temos a “bateria infinita” do grid, é necessário dispor de um banco de baterias que armazenará a energia excedente. Durante o dia, os painéis solares alimentam as cargas de corrente contínua (DC), as de corrente alternada (AC) por meio de um inversor e o excedente carrega as baterias. À noite, as baterias alimentam as cargas DC e AC.
No sistema isolado a inteligência fica a cargo do controlador de carga, sendo por isso o inversor mais simples que o do sistema on-grid.

De volta ao topo